Twitter restaura recurso de prevenção de suicídio após Elon Musk ter ordenado sua remoção

⎯⎯ continua após a publicidade ⎯⎯

O Twitter restaurou seu recurso de prevenção de suicídio depois de ter sido removido sob ordens do atual CEO e novo proprietário Elon Musk.

Conforme relatado por Reuters, o recurso foi removido da plataforma de mídia social, aparentemente sob a direção de Elon Musk de várias fontes familiarizadas com o assunto. Ella Irwin, atual chefe de confiança e segurança do Twitter, disse que a mudança foi temporária e que a empresa estava trabalhando para melhorar os prompts antes de trazê-los de volta.

O Twitter estava “consertando a relevância, otimizando o tamanho dos prompts de mensagem e corrigindo prompts desatualizados. Sabemos que eles são úteis e nossa intenção não era eliminá-los permanentemente.”

Enquanto Irwin disse que o recurso estava sendo aprimorado, Musk fez um comentário no Twitter que indicava que ele não acreditava que isso fizesse muito.

⎯⎯ continua após a publicidade ⎯⎯

De acordo com Irwin, as melhorias que a equipe do Twitter está fazendo no recurso são amplamente baseadas na maneira como o Google lida com pesquisas que podem indicar que alguém está interessado em automutilação.

“O Google se sai muito bem com isso em seus resultados de pesquisa e (nós) estamos refletindo parte de sua abordagem com as mudanças que estamos fazendo. O Google fornece prompts de mensagens altamente relevantes com base em termos de pesquisa, eles estão sempre atualizados e são otimizados adequadamente para dispositivos móveis e web.”

Embora seja bom ver que o recurso está de volta à plataforma depois de apenas um dia, alguns estão preocupados com o motivo de sua remoção. Eirliani Abdul Rahman, que até recentemente fazia parte de um grupo consultivo do Twitter, disse que um recurso removido antes de ser reformulado era incomum.

Musk continua gerando polêmica no Twitter. Enquanto a maioria dos usuários votou para que ele deixasse o cargo de CEO no início deste mês, Musk diz que só sairá quando encontrar alguém “tolo o suficiente” para liderar a empresa.

⎯⎯ continua após a publicidade ⎯⎯